Usabilidade no e-SAJ: nova tecnologia entra em vigor a partir do dia 1º de março no portal do TJSP

17/02/2017 | 2 min. de leitura

Mais simples, intuitivo e acessível: assim será o portal e-SAJ do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP). O portal de serviços web do sistema que gerencia os processos judiciais do Tribunal passa por melhorias que valorizam a experiência dos usuários.

A nova versão já está em teste desde a última terça-feira, 14. Todos os usuários poderão usar a nova interface a partir do dia 15 de março.

A atualização do e-SAJ conta com a adoção do plugin Web Signer, em substituição à tecnologia Java. Além disso, as inovações garantem um ambiente mais moderno, que promove a usabilidade e a acessibilidade de pessoas com deficiência visual.

Portal e-SAJ em Santa Catarina: advogados conhecem Web Signer, alternativa ao Java

“A nova versão do e-SAJ torna o peticionamento mais rápido. Em um clique, pode-se incluir até 20 documentos ao mesmo tempo no processo. Além disso, o usuário não precisará mais aguardar a compressão dos arquivos. Com a praticidade do drag and drop, é possível, facilmente, mover e soltar os itens”, conta Rafael Stabile, gerente de Operações da Softplan, empresa que desenvolve o SAJ em parceria com o TJSP.

O novo portal atende a acessibilidade e a inclusão digital e é compatível com o Jaws e NVDA, softwares de leitura para deficientes visuais.

Nova tecnologia no portal e-SAJ

O e-SAJ adota uma nova tecnologia para facilitar o peticionamento eletrônico. O aplicativo Web Signer será usado em substituição ao applet Java.

Nativo para os principais navegadores (Google Chrome, Mozila Firefox e Internet Explorer), o Web Signer possibilita a utilização do certificado digital para identificação e assinatura de documentos (token).

O Firefox oficializou que, a partir de 15 de março, não dará mais suporte ao Java – o que inviabilizará o peticionamento sem o uso do Web Signer. O Chrome foi o primeiro navegador a descontinuar o suporte, em agosto de 2015.

O Java é utilizado para assinaturas de documentos, validação de acessos por meio do certificado digital, além da divisão e compressão de documentos para o peticionamento.

Usuários testam o novo e-SAJ

Usuários indicados pelo Ministério Público, Defensoria e prefeituras de Mogi Guaçu e Santana do Parnaíba já estão usando novo portal e-SAJ. Chamados de usuários beta, eles estão testando as melhorias.

A técnica adotada para os testes, chamada de Canary Release, é segura e reduz os riscos da adoção de uma nova versão de software.

Nela, grupos de usuários fazem testes e homologações para minimizar o impacto quando a nova versão entra em produção. A metodologia vem sendo utilizada por aplicações de alta disponibilidade como Facebook e IOS Apple.

No dia 1º de março, todos os usuários do portal e-SAJ poderão usar a nova interface. No período entre os dias 1º e 14 de março, caso desejem, os usuários poderão voltar à versão antiga do portal.

A partir do dia 15 de março, o applet do Java será removido do portal, ou seja, só será possível peticionar caso o Web Signer esteja instalado no navegador.

SAJ na mídia

A nova versão do portal e-SAJ é destaque no portal do Tribunal de Justiça de São Paulo e no portal Consultor Jurídico.

Seus comentários são sempre muito bem-vindos. Comente!

Este espaço destina-se às repercussões sobre notícias e artigos publicados no SAJ Digital. São de responsabilidade de seus autores. Não servem como abertura de chamados e atendimentos para o portal e-SAJ.

Leia também

Receba nossas novidades por e-mail:

Fale com o
especialista
Desenvolvido por: Linkedin Instagram