Eficiência operacional: em prol da produtividade, TJSP renova parceria com empresa que desenvolve o sistema SAJ

Eficiência operacional: em prol da produtividade, TJSP renova parceria com empresa que desenvolve o sistema SAJ

A produtividade do Tribunal de Justiça de São Paulo marcou a gestão do presidente Paulo Dimas. Nesta segunda-feira, 11, mais um passo foi dado para permanência dos resultados que conferiram ao TJSP o selo ouro do Conselho Nacional de Justiça. A Corte paulista renovou a parceria com a empresa Softplan, que desenvolve o sistema SAJ, usado para a gestão dos processos judiciais e administrativos.

A renovação da parceria garante as inovações contínuas do Sistema de Automação da Justiça. Além disso, estabelece novos indicadores para a evolução tecnológica do SAJ; melhora a disponibilidade do sistema; promove controle mais assertivo dos prazos; mantém a continuidade dos serviços prestados em infraestrutura e sustentação e padroniza os modelos contratuais entre o Tribunal e a Softplan.

Para o presidente Paulo Dimas, a renovação “demonstra a confiança recíproca entre o Tribunal e a Softplan, além da busca constante pela excelência nos serviços prestados à população. É uma parceria que tem dado muito certo.”

Conquista da produtividade

A transformação digital que o TJSP protagoniza teve início há mais de uma década. De 2006 para cá, a Corte passa por um avançado projeto de informatização. Neste percurso, o Tribunal unificou os mais de 10 sistemas de gestão de processos, padronizou o uso do SAJ nas unidades judiciais, tornou-se 100% digital (desde 2015, só recebe ações novas em formato digital) e disseminou as melhores práticas de uso do sistema para servidores e magistrados. O investimento em TI alçou o Tribunal a um dos mais produtivos do Brasil.

Para Ilson Stabile, diretor-executivo da Softplan, a renovação da parceria contribui para a permanência dos resultados de um Judiciário cada vez mais próximo do cidadão.

“É uma honra para a Softplan participar da revolução que ocorre na Corte paulista. As sucessivas gestões dão continuidade aos projetos, comprovando que é possível sair de uma condição adversa para estar à frente das melhores práticas de inovação na Justiça. O cidadão é o grande beneficiado: passa a contar com um Judiciário cada vez mais forte e rápido”, comenta Stabile.

A renovação com a Softplan seguiu as boas práticas de mercado, sugeridas pela empresa Gartner, líder mundial em pesquisa e aconselhamento sobre tecnologia. Gartner recomenda às instituições que desenvolvam uma estratégia negociada e apoiada pelas áreas de TI e contratos em uma infraestrutura unificada. O desenvolvimento da nova dinâmica de contratação só foi possível devido aos esforços realizados pelas equipes do TJ e da Softplan.

Confira a galeria da renovação de parceria entre o TJSP e a Softplan:

Seus comentários são sempre muito bem-vindos. Comente!

Este espaço destina-se às repercussões sobre notícias e artigos publicados no SAJ Digital. São de responsabilidade de seus autores. Não servem como abertura de chamados e atendimentos para o portal e-SAJ.

1 Comentário

  • Renata M Dias
    Publicado 14/03/2018 em 09:14 | Link permanente

    Olá!

    Sou advogada e venho amargando o descaso do suporte técnico do esaj/TJSP há quase dois meses e achei no mínimo curiosas as informações do texto acima, porque elas simplesmente, não parecem ser verdadeiras.

    Venho enfrentando problemas com o PUSH e peticionamento eletrônico, já abri diversos chamados e nenhum retorno obtido.

    O mais curioso é que, lendo a matéria, ela não parece ser crível, haja vista que o próprio esaj informa e redireciona seus usuários, com oeu, para um “novo” (e ineficaz) suporte técnico, da empresa HP… Aliás, os próprios atendentes (da “nova” plataforma) fazem questão de deixar claro que não tem nada a ver com o nosso problema e, simplesmente, informam que estão em transição e “jogam” o problema para a Softplan resolver, quando, ninguém sabe.

    Já tentei resolver o problema relatado de várias formas possíveis, inclusive por este canal, quem sabe recebo ao menos, um retorno.

Comentar

Seu e-mail não será divulgado. Campos obrigatórios são marcados *