TJSC participa de reunião na Softplan para discutir melhores práticas do uso do processo digital e inovações no Judiciário

16/03/2017 | 2 min. de leitura

Magistrados e servidores do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) visitaram a nova sede da Softplan na última sexta-feira (10) para discutir inovações no Judiciário.

A comitiva, liderada pelo Juiz, Dr. Paulo Bruschi, coordenador do Conselho Gestor de Tecnologia da Informação do Tribunal, participou de uma série de palestras que trataram sobre melhores práticas do uso do processo digital.

No momento em que destacar as inovações possíveis dentro do Judiciário é ainda mais importante para promover a celeridade da Justiça, a Softplan estreita a relação com um de seus clientes mais antigos para cultivar ideias inspiradoras.

Evento

Durante a programação, os membros do TJSC participaram de uma oficina de cocriação, ministrada pelo WeGov, uma empresa parceira da Softplan que proporciona aprendizagem em governo.

O ponto focal da oficina foi Machine Learning (inteligência artificial) na Justiça e como a tecnologia pode aumentar a produtividade no Judiciário. O Assessor Especial de Tecnologia da Informação, Giovanni Moresco, acredita que essa tecnologia é uma alternativa para o Tribunal vencer o crescente volume de processos que ingressam no Judiciário. “Com essa automação, trabalhos burocráticos poderão ser executados diretamente pelos sistemas, possibilitando que os servidores, hoje em quantidade menor que a necessária para atender à demanda, realizem tarefas menos repetitivas e de nível mais elevado”, destaca.

Para Moresco, o encontro, com espaço para discutir inovações tecnológica no âmbito da Justiça, foi importante para aproximar as equipes de projeto e desenvolvimento da Softplan e representantes de diversas áreas do TJSC que operam os sistemas da solução SAJ, oportunizando a troca de experiências e a proposição de melhorias eficazes ao funcionamento do Judiciário.

Big Data no Judiciário: como a análise de dados pode tornar a Justiça mais ágil

Big Data e Analytics: inovações no Judiciário

Uma das inovações discutidas durante a visita dos desembargadores do TJSC foi o uso de Big Data e Analytics no Judiciário. Tanto um quanto o outro buscam agregar valor e produtividade aos Tribunais por meio da análise de uma enorme quantidade de dados. Esses estudos ajudam a entender o cenário atual, a traçar uma estratégia de atuação e, inclusive, prever situações indesejadas. A Justiça está preparada para este tipo de inovação e pode se tornar ainda mais célere a partir deste tipo de análise de dados.

O diretor executivo da Softplan, Ilson Stabile, afirma que os desafios estão sempre em constante mudança, por isso, iniciativas como estas são necessárias.

“Sempre que a tecnologia puder apoiar os magistrados e os servidores para fazer os serviços de forma mais automatizada e inteligente, nós conseguimos contribuir para que o tempo de resolução melhore. Queremos estar próximos ao Tribunal para resolver desafios, trazer resultados e mostrar com transparência o que a Softplan já está fazendo e o que pretende fazer para inovar ainda mais”, finaliza Stabile.

Seus comentários são sempre muito bem-vindos. Comente!

Este espaço destina-se às repercussões sobre notícias e artigos publicados no SAJ Digital. São de responsabilidade de seus autores. Não servem como abertura de chamados e atendimentos para o portal e-SAJ.

Leia também

Receba nossas novidades por e-mail:

Fale com o
especialista
Desenvolvido por: Linkedin Instagram