Fórum implanta ferramenta para acelerar trâmite de mandados judiciais

12/06/2015 | 2 min. de leitura

Imagem do Fórum Clóvis Beviláqua
Fórum implanta o módulo mandados, do Sistema de Automação da Justiça

O módulo de Mandados foi implantado no dia 18 de maio nas varas da Fazenda Pública com competência de Juizados Especiais (1ª, 2ª, 6ª e 11ª) de Fortaleza, visando proporcionar celeridade ao trâmite de mandados judiciais. Dois meses após a implantação, será estendido às demais unidades desta área.

“A expectativa é que o Módulo consiga acelerar a tramitação dos mandados, desde a remessa à Coordenadoria de Cumprimento de Mandados da Capital (Coman) até o retorno às varas”, informa o coordenador da Secretaria Judiciária de 1º Grau das varas da Fazenda Pública de Fortaleza, Clávio Nunes.

Segundo ele, a implantação descongestionará os trabalhos da Secretaria Judiciária. Isso porque a unidade deixará de realizar tarefas como impressão, cadastro, digitalização, etiquetagem e entrega de mandados à Coman.

Já os oficiais de Justiça podem, a partir de agora, receber e devolver mandados eletronicamente até do próprio domicílio, por um computador pessoal. Também podem certificá-los pelo Sistema de Automação da Justiça (SAJ), sem ter que digitalizar certidões.

Essas vantagens foram repassadas em treinamento, realizado pelo Departamento de Informática e o Centro de Treinamento Integrado (CTI) do Fórum Clóvis Beviláqua, entre os dias 12 e 18 últimos. Participaram 217 oficiais de Justiça lotados na Coman.

A implantação do módulo de Mandados atende à resolução do diretor em exercício do Fórum Clóvis Beviláqua, juiz José Ricardo Vidal Patrocínio, que consta na portaria nº 457/2015. O documento foi publicado no Diário da Justiça Eletrônico nº 199, do último dia 8.

ícone de fonteTexto: Assessoria de Comunicação TJCE
Confira a matéria original no site do TJCE

Seus comentários são sempre muito bem-vindos. Comente!

Este espaço destina-se às repercussões sobre notícias e artigos publicados no SAJ Digital. São de responsabilidade de seus autores. Não servem como abertura de chamados e atendimentos para o portal e-SAJ.

Leia também

Receba nossas novidades por e-mail:

Fale com o
especialista
Desenvolvido por: Linkedin Instagram