Justiça Bandeirante: servidores da RAJ de Araçatuba participam de capacitações para melhorias no processo digital

18/07/2016 | 3 min. de leitura

As discussões para melhorias no processo digital do Tribunal de Justiça de São Paulo seguem a todo vapor. O Projeto Justiça Bandeirante tem promovido workshops semanais para a disseminação das melhores práticas no uso do Sistema de Automação da Justiça (SAJ), solução adotada na Corte paulista para a gestão dos processos judiciais. Desta vez, foram os servidores da 2ª Região Administrativa Judiciária (RAJ), de Araçatuba, que se reuniram para diagnosticar dificuldades e oferecer sugestões de melhorias no processo digital.

O encontro, que ocorreu nos dias 12 e 13 de julho, faz parte do Justiça Bandeirante. Lançado em março pelo presidente Paulo Dimas de Bellis Mascaretti, o projeto busca que os servidores utilizem plenamente a tenologia para alcançar a eficiência máxima do SAJ — mais produtividade para  aprimorar a efetiva prestação jurisdicional. Até o momento, cerca de 4,3 mil servidores já participaram dos workshops realizados nas nove RAJs.

ordem cronológica de julgamento no novo CPCLeia mais
Eficiência do SAJ: Justiça Bandeirante avança pelo Estado de São Paulo
Programa vai capacitar servidores para boas práticas com processo digital

A primeira fase do projeto termina no final de julho – falta apenas diagnosticar algumas comarcas da 1ª RAJ e as pertencentes à 8ª RAJ (São José do Rio Preto). A partir de agosto, inicia-se a segunda fase do Justiça Bandeirante que promoverá novas capacitações (reciclagens) e a disponibilização de manuais e guias do SAJ.

O juiz diretor da 2ª RAJ, Emerson Sumariva Junior, apontou que a tecnologia não é uma opção, ela veio para ficar. “Temos que fazer mudanças e buscar sempre melhorar. Aproveitem bem o workshop e façam críticas construtivas para que possam ser trabalhadas e a solução aparecerá”, garantiu.

Para o juiz assessor da Presidência para assuntos de informática, Aléssio Martins Gonçalves, nesta fase do Justiça Bandeirante quem ensina são os servidores. “Há as peculiaridades de cada região e de varas especializadas. O ponto de vista dos servidores é muito importante para desenvolvermos alterações no sistema a partir das suas sugestões. Vamos investir nisso”, disse. Aléssio sinalizou que o processo digital é irreversível e que a Presidência investirá em um núcleo de capacitação para cada RAJ.

 Melhorias no processo digital: servidores aprendem e ensinam

A secretária da Tecnologia da Informação, Rosely Padilha de Souza Castilho, relembrou a década de investimentos em tecnologia que o TJSP vem atravessando. Ela falou sobre a evolução e elencou mudanças que o Tribunal vivenciou de 2006 para cá, quando houve a adoção do processo digital.
Ela explicou que o SAJ assimila a atividade cartorária em que a atuação física deu lugar à digital. “Havia 14 sistemas diferentes de 1º Grau espalhados no Estado e o TJ unificou e todos os computadores estão conectados. Mudou a qualidade dos equipamentos, a malha de cobertura da internet, a impressora e o suporte técnico. Vamos capacitar, catalogar conhecimento e passar para todos. Vamos ensinar e aprender.”

A diretora de capacitação, Ana Lúcia da Costa Negreiros, explicou a organização dos trabalhos e apresentou a equipe responsável pela capacitação dos servidores. Negreiros salientou que o TJSP é o único Tribunal que é digital desde a petição inicial ao arquivamento.

ícone para fotoConfira galeria de fotos

Para finalizar a primeira parte do workshop, o consultor da Softplan (empresa que desenvolve o SAJ em parceria com o TJSP) Rafael Mota, proferiu palestra orientando sobre algumas ferramentas que facilitam as atividades cartorárias, demonstrando a economia do tempo e o aumento de produtividade quando se faz trabalho em lote. “O que determina a produtividade é a forma como o servidor utiliza o sistema. Fazer do jeito certo é mais rápido, causa menos estresse, proporciona a execução de um trabalho melhor, desenvolve a produção individual e da unidade”.

Depois, os participantes organizaram-se em grupos para discutir as melhores práticas. Durante o evento, eles assistiram ao vídeo com mensagem do Presidente Paulo Dimas e outro da Secretaria da Saúde (SAS) sobre a importância da prática da ginástica laboral.

 Acesse aqui a matéria original publicada pelo Tribunal | Fotos: divulgação TJSP

Seus comentários são sempre muito bem-vindos. Comente!

Este espaço destina-se às repercussões sobre notícias e artigos publicados no SAJ Digital. São de responsabilidade de seus autores. Não servem como abertura de chamados e atendimentos para o portal e-SAJ.

Leia também

Receba nossas novidades por e-mail:

Fale com o
especialista
Desenvolvido por: Linkedin Instagram