Aumento de produtividade na Justiça: TJSP e Softplan encerram projeto Justiça Bandeirante

Aumento de produtividade na Justiça: TJSP e Softplan encerram projeto Justiça Bandeirante

Aumento de produtividade na Justiça foi possível com o projeto Justiça Bandeirante

O aumento de produtividade na Justiça passa pela adoção de práticas que promovam a eficiência operacional, capacitem as pessoas e garantam o uso da tecnologia em prol do atendimento mais rápido aos cidadãos.

Esta foi a linha do projeto Justiça Bandeirante, que disseminou as melhores práticas de uso do Sistema de Automação da Justiça na Corte paulista. Executado em parceria com a Softplan, o projeto iniciou um audacioso plano de capacitação de servidores e magistrados. Durante 18 meses – o projeto se iniciou em março de 2016 -, o objetivo foi oferecer informações e treinamentos para a completa utilização das ferramentas disponíveis no SAJ e, assim, facilitar o dia a dia de trabalho, com aumento de produtividade na Justiça paulista.

Na última sexta-feira (10), integrantes do Conselho Superior da Magistratura, Comissão para Assuntos de Informática, equipe do projeto, magistrados, servidores e profissionais da Softplan se reuniram no Gabinete da Presidência do TJSP para o encerramento do projeto. A cerimônia teve, especialmente, um viés de comemoração dos resultados.

Na ocasião, foi entregue a revista Justiça Bandeirante, produzida em parceria com a empresa Sopftplan. A publicação traz os resultados do projeto, que comprovam a efetividade do trabalho:

  • 24% de aumento nas movimentações processuais/mês;
  • 40% de aumento de produtividade em unidades de cartórios judiciais, como na UPJ 1, conhecida como “cartório do futuro”;
  •  30 mil pessoas capacitadas, nas 10 Regiões Administrativas Judiciárias (RAJs);
  • 571 boas práticas sobre o uso do SAJ disseminadas;
  • 47,5 mil modelos de grupos gerados no sistema após o treinamento;
  • 97% de aprovação dos treinamentos pelos participantes.

Apesar da conclusão do projeto, a capacitação continuada em sistemas na área de Informática terá continuidade por meio da Diretoria de Capacitação de Sistemas, ligada à Secretaria de Tecnologia da Informação do TJSP.

Justiça Bandeirante

O desembargador Luis Soares de Mello Neto, coordenador da Comissão de Assuntos para Informática, falou em nome da equipe do Justiça Bandeirante. Agradeceu ao presidente do TJSP, desembargador Paulo Dimas de Bellis Mascaretti, por acreditar na iniciativa, e parabenizou todos os envolvidos na empreitada. Destacou a importância do conhecimento, “que dignifica aquele que o detém, proporcionando-lhe maior efetividade no labor diário e menor cansaço mental”.

“Nessa linha, o Tribunal de enrijeceu, não no sentido de tornar-se estagnado e resistente, mas no significado literal da palavra, tornando-se mais forte, ante o desenvolvimento e atualização profissional de seus servidores, que passaram a analisar as atividades cotidianas de forma crítica, fomentando e disseminando o saber”, disse.

Confira galeria de fotos

Emocionada, a secretária de Tecnologia da Informação do Tribunal, Rosely Padilha de Sousa Castilho, falou com alegria sobre os resultados. “Nos surpreendemos positivamente com nossas conquistas. Isso foi possível graças ao apoio do Conselho Superior da Magistratura, ao engajamento de todos que participaram dos treinamento e à dedicação da equipe do Justiça Bandeirante.”

O presidente Paulo Dimas também afirmou que o momento era de agradecimento, especialmente ao Comitê Gestor do Projeto Justiça Bandeirante. “Estivemos unidos, sempre pensando na valorização dos nossos servidores e magistrados e no interesse público. Foi um trabalho gigante, de guerreiros e heróis, com foco na capacitação para o pleno uso do sistema informatizado”, destacou.

Paulo Dimas ressaltou, ainda, que o pleno uso do SAJ garantirá cada vez mais produtividade e eficiência operacional, o que resulta na prestação de serviços melhores ao cidadãos paulistas. “O nosso SAJ é um sistema bastante avançado e sabemos que, nem de longe, existe outro programa que atenda ao TJSP. Com o uso pleno das funcionalidades do SAJ, todos ganhamos. Mas, sobretudo, quem ganha mais é o cidadão que  tem ao seu dispor uma Justiça mais rápida e efetiva”, sintetizou o presidente.

O encerramento do projeto Justiça Bandeirante foi destaque no portal do TJSP e no site do Conselho Nacional de Justiça.

Revista  do Justiça Bandeirante
A revista, feita em parceria com a Softplan, foi distribuída aos presentes e está disponível para download. Conta o desenvolvimento do projeto, apresenta as pessoas que responsáveis pelo sucesso dos resultados e consolida os números de produtividade. Confira!

Faça o download e aproveite a leitura.

Confira a cobertura fotográfica feita pelo TJSP.

Comentar

Seu e-mail não será divulgado. Campos obrigatórios são marcados *