Automação da Justiça: SAJ do TJSP e sistema do Supremo Tribunal Federal estão integrados

Automação da Justiça: SAJ do TJSP e sistema do Supremo Tribunal Federal estão integrados

Modelo Nacional de Interoperabilidade

Nesta quarta-feira, dia 21, os sistemas judiciais do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) e do Supremo Tribunal Federal (STF) passam a operar de forma automatizada. Possibilitada pela adoção do Modelo Nacional de Interoperabilidade (MNI), a integração entre o SAJ, do TJSP, e o e-STF possibilita a tramitação automática dos processos destas instâncias.

Agora, todas as fases de tramitação do processo judicial são feitas diretamente do SAJ para o e-STF. A remessa e a devolução dos processos, por exemplo, passam a ser instantâneas. Até agora, o TJSP precisava cadastrar manualmente dados e documentos dos processos do SAJ no sistema do Tribunal Superior.

A automação promove agilidade e mais segurança já que o protocolo passa a ser automatizado.

“A comunicação eletrônica entre os tribunais possibilita a integração dos dados dos processos, independentemente dos sistemas internos adotados nas cortes”, destaca Rafael Stabile, gerente de Operações da Softplan, empresa que desenvolve o SAJ em parceria com o TJSP.

justiça rápida Leia mais
Modelo Nacional de Interoperabilidade é a saída para Justiça digital brasileira
TJSP bate recorde de julgamentos e é destaque na imprensa nacional

O projeto de integração do SAJ com os sistemas do Supremo foi dividido em desenvolvimento da solução, testes, homologação e prova de conceito em sítio de produção. Todas as fases contaram com o apoio da equipe técnica e de negócio do STF, da equipe da STI do TJSP e equipes de desenvolvimento e implantação da Softplan.

As integrações do Tribunal paulista com o Superior Tribunal de Justiça (STJ) e o Tribunal Regional da 3ª Região (TRF 3) também estão previstas.

Modelo Nacional de Interoperabilidade

A integração do SAJ é viabilizada pela aderência da Corte paulista ao MNI, que estabelece padrões para intercâmbio das informações de processos judiciais entre os diversos órgãos da administração pública.

*Foto: Gazeta do Advogado

Comentar

Seu e-mail não será divulgado. Campos obrigatórios são marcados *