Artigo: Ciência de dados traz novas ferramentas para a solução de problemas jurídicos

09/07/2018 | 2 min. de leitura

Frente ao imenso volume de processos do Judiciário, a ciência de dados é uma ferramentas para organizar as informações. Com isso, o cruzamento e a análise desses dados possibilita os profissionais capacitados a tomarem decisões mais assertivas.

Em artigo para a Zero Hora, o advogado Alexandre Zavaglia, especializado em Direito e Tecnologia, CEO  da Legal Science e colunista do SAJ Digital, fala sobre como a ciência de dados contribui para a análise de dados de processos judiciais. Confira:

No Brasil, atualmente 100 milhões de processos desafiam o Judiciário. Essa quantidade de informações nunca permitiu uma visão detalhada sobre os processos, a tendência das decisões ou estratégias para buscar mediação e conciliação. Existem muitos esforços para gerar relatórios confiáveis, mas os dados geralmente são fora de padrão para estudos mais complexos. Em função do processo digital, que segue o movimento mundial de informatização, da publicidade dos atos processuais e da Lei de Acesso à Informação, temos um cenário favorável para melhorar o sistema.

A redução de custo de armazenamento e processamento de big data permite a extração de informações de milhares de documentos para organizar estudos inimagináveis até pouco tempo atrás. E técnicas de inteligência artificial possibilitam a “leitura” dos documentos do processo para o cadastro de seus detalhes, o cruzamento e a análise dos dados.

Utilizando essas técnicas, desenvolvemos projetos inovadores para melhorar a gestão do Judiciário e orientar o trabalho dos advogados, promotores, delegados. Pesquisando os temas que geram mais conflitos, seja na área da saúde e do direito do consumidor; seja na forma de aplicação da nova legislação trabalhista; para ajudar numa investigação criminal; ou ainda compreender o entendimento sobre matérias específicas de interesse da sociedade, colaboramos com respostas cada vez mais rápidas e precisas. E, ainda, informações valiosas para evitar novos conflitos nas mesmas causas.

Além das notícias sensacionalistas sobre o uso de robôs, a ciência de dados trará novas evidências para sistematizar o Direito e orientar a prevenção e solução de problemas jurídicos. E quem sabe como usar essas informações são seus profissionais, interagindo com um time multidisciplinar. Isso gera novas oportunidades de trabalho para quem se capacitar no uso dessas soluções, pois, mesmo com esses avanços, quem sempre continuará fazendo a diferença serão as pessoas.

Leia também o artigo:

A tomada de decisão na Justiça com base em dados, por Ilson Stabile, diretor-executivo da Softplan.

Seus comentários são sempre muito bem-vindos. Comente!

Este espaço destina-se às repercussões sobre notícias e artigos publicados no SAJ Digital. São de responsabilidade de seus autores. Não servem como abertura de chamados e atendimentos para o portal e-SAJ.

Leia também

Receba nossas novidades por e-mail:

Fale com o
especialista
Desenvolvido por: Linkedin Instagram