Projeto CAJA: Justiça de Alagoas completa um ano de evolução

30/04/2015 | 2 min. de leitura

A Justiça de Alagoas vivencia uma nova fase, com hábitos e rotinas completamente diferentes de um ano atrás. Alinhado com as tendências de modernização do Judiciário brasileiro, em abril do ano passado o estado deu início à virtualização das comarcas do interior, por meio do projeto de Capacitação e Aprimoramento da Justiça de Alagoas (CAJA), desenvolvido em parceria entre o Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL) e a empresa Softplan.

Todo o estado já utilizava o Sistema de Automação da Justiça (SAJ), mas somente algumas comarcas trabalhavam com o processo digital. As outras usavam o sistema para administrar processos físicos.

O desembargador e presidente da Comissão de Virtualização do Poder Judiciário de Alagoas, Fernando Tourinho, diz que a implantação do processo digital pelo estado foi importante e fruto de muito empenho. “Um marco na gestão do desembargador José Carlos Malta Marques. Foram virtualizadas 59 comarcas em 7 meses”, declara.

Números da mudança

O projeto foi desenvolvido em 11 ciclos, que consistiam em treinamentos presenciais, acompanhamentos assistidos nas varas das comarcas e treinamento para os parceiros. Antes do início de cada ciclo, cursos de Ensino a Distância (EAD) eram disponibilizados para os servidores, para que eles já fossem se ambientando com as mudanças.

O encerramento do CAJA ocorreu no dia 29 de outubro, deixando Alagoas em um processo de evolução crescente. Atualmente o estado possui 86 varas operando com processos digitais e o acervo tramitando em meio físico. Os números confirmam o sucesso do projeto:

  • 21.732 processos protocolados eletronicamente;
  • 40.138 processos digitalizados;
  • 61.870 processos digitais.

“Gostaria de externar que foi uma grata satisfação trabalhar com a equipe de analistas do projeto CAJA. Equipe esta, que sempre demonstrou extrema dedicação ao projeto, contribuindo de sobremaneira ao sucesso do projeto”, afirmou o coordenador SAJ do TJAL, Magno Vitório.

ícone para foto Confira a galeria de fotos do projeto:

Uma pesquisa de satisfação foi aplicada ao grupo gestor após a conclusão do CAJA, aonde foi medido o grau de satisfação dos participantes com relação a cumprimento de prazos; a qualidade da equipe, do treinamento e do atendimento; a comunicação; a qualidade do sistema; entre outros. Em todas as questões, os participantes se consideraram satisfeitos ou muito satisfeitos.

“É um caminho sem volta”, avalia Tourinho, referindo-se à implantação do processo digital no estado. Segundo ele, este ano será de consolidação, e o objetivo é treinar um replicador para cada unidade, a fim de auxiliar os outros servidores no uso do sistema. Em um segundo momento, os usuários que ainda tiverem alguma dificuldade serão recapacitados.

“A Softplan considera muito importante participar de um marco histórico de grande relevância para a Justiça do estado de Alagoas, no qual a prestação jurisdicional se torna mais célere e atende ainda mais a população”, declara o gerente de Relacionamento Maurício Rotta.

Seus comentários são sempre muito bem-vindos. Comente!

Este espaço destina-se às repercussões sobre notícias e artigos publicados no SAJ Digital. São de responsabilidade de seus autores. Não servem como abertura de chamados e atendimentos para o portal e-SAJ.

Leia também

Receba nossas novidades por e-mail:

Fale com o
especialista
Desenvolvido por: Linkedin Instagram