Softplan, desenvolvedora do SAJ, torna-se case mundial da IBM ao aliar metodologias ágeis e ferramenta para beneficiar milhões de brasileiros

09/03/2017 | 4 min. de leitura

Quando se fala em metodologias ágeis, a associação quase que imediata é com a aplicação nos times de startups. Mas equipes integradas, autônomas, que fazem reuniões rápidas e com o hábito de colar post-Its nas paredes do escritório também fazem parte do dia a dia de empresas de grande porte.

Assim tem sido o dia a dia das equipes de produto da Unidade de Justiça (UNJ) da Softplan, — especializada no desenvolvimento de softwares de gestão para Tribunais de Justiça, Ministérios Públicos e Procuradorias municipais e estaduais. Os métodos ágeis, aliados à utilização das ferramentas da IBM, trouxeram resultados que tornaram a empresa catarinense um case mundial da companhia de TI norte-americana IBM.

A Softplan reduziu o período entre o pedido do cliente e a entrega de seus produtos (time-to-market) em 50% ao aliar as metodologias ágeis à ferramenta Rational Team Concert (RTC), da IBM. Isso significa que os softwares são entregues na metade do prazo. Além disso, a empresa conseguiu aumentar a capacidade de entrega de softwares em 40% e diminuir o número de erros em 35%.

“Com isso, não apenas as equipes e os clientes da Softplan saíram ganhando, mas todos os brasileiros que recorrem aos serviços judiciários”, explica Luis Fernando Fausto, diretor de Operações da empresa. “Quanto mais rápido entregarmos para o mercado novas tecnologias, maiores serão os benefícios para a população”.

Ágil em larga escala

Juntamente com o Framework SAFe, utilizado para escalar o ágil nas grandes empresas, a solução da IBM garantiu visibilidade ao processo de desenvolvimento de novas aplicações de ponta a ponta. Além disso, tirou de cenas as diversas ferramentas que os times usavam no desenvolvimento de softwares e na gestão das atividades.

Hoje, por exemplo, é possível que 16 equipes distintas (o equivalente a 250 pessoas) sejam capazes de trabalhar simultaneamente em um mesmo projeto.

“Conseguimos aumentar a capacidade de entrega de softwares em 40% se comparado ao que entregávamos antes do RTC e SAFe. O número de bugs caiu 35% principalmente porque, agora, a qualidade do sistema em desenvolvimento é verificada constantemente ao longo de todo o processo e não mais apenas na fase final como ocorria anteriormente”, ressalta Fausto.

“Além disso, o time-to-market caiu 50%, o que significa que os softwares são entregues na metade do prazo. O tempo entre a validação do produto no ambiente do cliente e a entrada em produção também foi reduzido pela metade, o que pode ser explicado pela queda significativa no número de bugs.”

Leia: Com ferramenta da IBM, Softplan reduz time-to-market beneficiando milhões de brasileiros

Ambiente colaborativo e integrado

Entre 2010 e 2012, a Softplan quase duplicou de tamanho. Ao longo desses dois anos, o número de colaboradores passou de 734 para 1.333. A necessidade de manter os times integrados e autônomos aumentou na mesma proporção. Por isso, a empresa levou a sério a adoção das metodologias ágeis e implantou melhorias no processo.

A primeira delas foi buscar uma plataforma única que funcionasse de forma integrada, cobrindo toda a cadeia de desenvolvimento e que garantisse a rastreabilidade do ciclo de vida das aplicações.

Por conta de o quadro de funcionários estar distinto geograficamente — a Softplan tem colaboradores em várias regiões do Brasil — era fundamental que a plataforma também fosse capaz de garantir que, independentemente do local onde estivessem, todos pudessem acompanhar com clareza e visibilidade as etapas de desenvolvimento dos softwares, assim como as fases de manutenção de produtos.

A empresa buscou, então, uma solução que permitisse rastrear todas as etapas, considerando desde a abertura da demanda, passando pelo ciclo de análise, implementação e testes até a entrega e validação final do produto pelo cliente.

“A transparência e a autonomia dos times fazem com que os colaboradores estejam melhor informados sobre atividades, sendo notificados sobre status e mudanças realizadas. Cada profissional sabe em que etapa do ciclo de vida da aplicação o projeto está, onde deveria estar e o que cada pessoa precisa fazer para alcançar os objetivos comuns da equipe”, conta Fausto.

ícone de vídeo Assista ao vídeo do case de sucesso:

Sobre a Softplan

Softplan é uma das maiores empresas do Brasil no desenvolvimento de softwares de gestão. Atualmente suas soluções estão presentes em todos os estados brasileiros, em países da América Latina e nos Estados Unidos, fazendo a diferença na vida das pessoas e das organizações. Desde 1990, a companhia atua de modo a tornar a gestão pública e privada no Brasil mais transparente, eficiente e ágil com o uso de tecnologias modernas e inovadoras. Ao longo destes anos, a Softplan se especializou no desenvolvimento e na implantação de softwares de gestão para os segmentos de Justiça, Infraestrutura e Obras, Gestão Pública, Projetos Cofinanciados por Organismos Internacionais e Indústria da Construção.

Seus comentários são sempre muito bem-vindos. Comente!

Este espaço destina-se às repercussões sobre notícias e artigos publicados no SAJ Digital. São de responsabilidade de seus autores. Não servem como abertura de chamados e atendimentos para o portal e-SAJ.

Leia também

Receba nossas novidades por e-mail:

Fale com o
especialista
Desenvolvido por: Linkedin Instagram