Processo digital chega ao Contencioso Judicial da Procuradoria-Geral de Recife

16/04/2015 | 2 min. de leitura

A Procuradoria-Geral do Município (PGM) de Recife deu mais um passo a caminho da modernização, por meio da implantação de sistema para gestão de processos digitais. O Contencioso Judicial, que é a área da Procuradoria que tem como um dos objetivos defender o Município quando este é réu, já opera desde o dia 8 com o Sistema de Automação da Justiça para Procuradorias (SAJ Procuradorias), desenvolvido pela Softplan. A solução permite que a instituição passe a trabalhar com processos digitais também nessa esfera.

A implantação, que inicialmente estava prevista para ocorrer somente no dia 13, após a capacitação dos servidores, acabou sendo antecipada para que, logo após o treinamento da equipe responsável pelo cadastramento, esta etapa já pudesse ser iniciada. Ao todo 60 usuários, entre procuradores e servidores, foram capacitados para poder utilizar o sistema, totalizando 40 horas de aprendizado. Até o dia 24 eles receberão um acompanhamento assistido realizado por consultor da Softplan, que permitirá que eventuais dúvidas sejam sanadas durante esse período de adaptação ou até que pequenos ajustes sejam configurados.

A coordenadora do SAJ Procuradorias na PGM do Recife, Kétma Coutinho, destaca que o uso da solução trará diversas mudanças nas rotinas, permitindo que o usuário possa acessar o sistema de qualquer lugar, fazendo com que não se acumulem processos, possibilitando uma redução do espaço físico e eliminando trabalhos rotineiros.

A PGM já utiliza o SAJ desde dezembro passado. A primeira implantação do sistema foi na área do Consultivo, que envolve apenas processos administrativos com fins de pareceres jurídicos, aonde não há – preliminarmente – trâmite no Judiciário. “Foi uma mudança radical nos hábitos, partiu do papel para o eletrônico”, lembra Kétma. Ela diz que no começo até houve alguma resistência, mas que hoje todos já se encontram bem adaptados. A próxima esfera que receberá a solução será a Execução Fiscal, que envolve a cobrança judicial de débitos pela Fazenda, além de contemplar a integração com o Tribunal do Estado de Pernambuco.

Seus comentários são sempre muito bem-vindos. Comente!

Este espaço destina-se às repercussões sobre notícias e artigos publicados no SAJ Digital. São de responsabilidade de seus autores. Não servem como abertura de chamados e atendimentos para o portal e-SAJ.

Leia também

Receba nossas novidades por e-mail:

Fale com o
especialista
Desenvolvido por: Linkedin Instagram