Procuradores municipais debatem em Maceió questões práticas que podem ser usadas em todo país

08/11/2016 | 2 min. de leitura

Procuradores municipais de todo o país estarão reunidos, em Maceió, a partir desta terça-feira (8) até 11 de novembro para discutir teses e firmar entendimentos que possam ser usados em todas as Procuradorias brasileiras.

O XIII Congresso Brasileiro de Procuradores Municipais reúne grandes nomes da Advocacia Pública e importantes temas a serem debatidos, no Hotel Jatiúca. O evento, que acontece pela primeira vez no Nordeste, é uma iniciativa da Associação Nacional de Procuradores Municipais (ANPM).

A ANPM considera que o evento vai dar oportunidade de conhecer e estudar as experiências das procuradorias municipais já instauradas no país e discutir teses de Direito Municipal – o que possibilita formular estratégias de interesse comum que atendam ainda mais a população.

O Sistema de Automação da Justiça (SAJ), que já é adotado em muitos estados, estará na pauta dos debates. Para falar sobre o assunto, foi convidado Alexandre Vedovelli, executivo da Softplan, empresa que desenvolveu o SAJ.

Vedovelli falará sobre “Como aumentar a arrecadação municipal, por meio de uma gestão jurídica eficiente – Sistemas, Processos e Pessoas”.

“O SAJ Procuradorias é uma solução que atende tanto as demandas de procuradorias municipais quanto de estaduais, organizando e automatizando as rotinas. O sistema auxilia a instituição a evitar a perda de prazos para a cobrança dos débitos. As citações ganham celeridade, principalmente quando há integração do sistema entre Tribunais”, explica Vedovelli.

Como a tecnologia promove o aumento da arrecadação municipal é destaque em Maringá

“Na Procuradoria-Geral do Município de Santos, em São Paulo, o SAJ permitiu que um volume de processos que seria ajuizado em quatro meses ocorresse em cinco dias. Em Florianópolis, os dados também refletem o sucesso da solução: o tempo médio de citação de um devedor, que normalmente era de meses, foi reduzido para 15 dias, incidindo em um aumento de 317% na arrecadação”.

Para o presidente da Associação dos Procuradores de Municípios do Estado de Alagoas (Apromal), Diego Fonseca, a escolha de Maceió foi muito importante para fortalecer ainda mais as lutas da categoria no estado e discutir temas que são importantes para a carreira, assim como os avanços conquistados nos últimos anos.

O evento, além de aprofundar discussões de forma presencial, aprova enunciados ou diretrizes conceituais estratégicas para orientação da atuação do procurador municipal, selecionando temas importantes para o desenvolvimento de teses.

Seus comentários são sempre muito bem-vindos. Comente!

Este espaço destina-se às repercussões sobre notícias e artigos publicados no SAJ Digital. São de responsabilidade de seus autores. Não servem como abertura de chamados e atendimentos para o portal e-SAJ.

Leia também

Receba nossas novidades por e-mail:

Fale com o
especialista
Desenvolvido por: Linkedin Instagram