Eficiência do SAJ: projeto Justiça Bandeirante avança pelo estado de São Paulo

27/06/2016 | 2 min. de leitura

A informatização do Tribunal de Justiça de São Paulo, que agora é 100% Digital, tem promovido celeridade na tramitação dos processos, trazendo para a vida dos serventuários mais facilidade na prestação de serviços, além de proporcionar aos cidadãos uma justiça mais presente e eficiente.

Visando alcançar uma boa produtividade e levar melhores práticas de uso do Sistema de Automação da Justiça (SAJ), o projeto Justiça Bandeirante chega a 9ª Região Administrativa Judiciária, em São José dos Campos. Servidores poderão tirar dúvidas e identificar dificuldades através de workshops de capacitação e interação. A edição ocorre entre os dias 28 e 30 de junho e estarão presentes Taubaté, Guaratinguetá, São José dos Campos e Caraguatatuba.

Avanço no projeto Justiça Bandeirante

São José dos Campos é a oitava RAJ a receber a capacitação. Participaram, no último dia 15, servidores das 27 comarcas que integram a 3ª RAJ, pertencentes às Circunscrições Judiciárias de Botucatu, Avaré, Ourinhos e Jaú, além de Bauru. Já a 1ª RAJ, na Grande São Paulo, recebeu o projeto no dia 21, com cerca de 300 escreventes, diretores e assistentes judiciários ao total, vindos dos foros das comarcas de Cotia, Embu das Artes, Embu-Guaçu, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itapecerica da Serra, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Suzano e Taboão da Serra. As atividades do projeto para a 1ª RAJ iniciaram-se em 10 de maio e prosseguem até o final de julho. Os Worskhops ocorrem na Escola Paulista de Magistratura, em São Paulo.

Eficiência do SAJ

O juiz coordenador da 1ª RAJ, Regis de Castilho Barbosa Filho, destacou que o SAJ é o sistema “mais sofisticado do Brasil, sem paralelo em outros lugares do mundo, de modo que, abrindo novos caminhos, o nosso processo judicial vai se consolidando cada vez mais como uma referência nacional e internacional”.

Ele também assinalou a natureza inacabada do sistema, frisando o papel dos servidores como os artífices de sua construção. “O Justiça Bandeirante reflete a adoção de uma política pública de automação e a regionalização para a implantação de procedimentos padronizados com qualidade. É para angariar e replicar conhecimento de forma contínua que estamos tratando aqui.”

Projeto Justiça Bandeirante é destaque em revista do TJSP

O projeto Justiça Bandeirante é o principal destaque da última edição da revista eletrônica do Tribunal, Justiça SP. Além de ser matéria de capa, a iniciativa também é abordada no editorial ‘Gestão Participativa’: “O momento está a exigir soluções novas e criativas, concebidas e executadas com a união de esforços de todos os magistrados e servidores que integram a Justiça Bandeirante”, escreve em trecho do editorial o presidente Paulo Dimas de Bellis Mascaretti.

A revista também aborda as atividades da Vice-Presidência; o trabalho da Fundação da Fraternidade Judiciária; o projeto TJ Sustentável e a nova coluna Sessão Justiça de Cinema. Confira a revista Justiça SP!

Seus comentários são sempre muito bem-vindos. Comente!

Este espaço destina-se às repercussões sobre notícias e artigos publicados no SAJ Digital. São de responsabilidade de seus autores. Não servem como abertura de chamados e atendimentos para o portal e-SAJ.

Leia também

Receba nossas novidades por e-mail:

Fale com o
especialista
Desenvolvido por: Linkedin Instagram